MIDIALAB

Ensino e pesquisa em mídias digitais e educação

  • CONTEÚDO

    O conteúdo deste blog está organizado em seis categorias: TEORIA (resumos, traduções e comentários de textos de outros autores); PRÁTICA (relatos de experiências que eu conheci de outro lugar), MINHA PESQUISA (registro da pesquisa que atualmente desenvolvo na USC com apoio da Fapesp), EXPERIÊNCIA INGLESA (relatos de políticas, pesquisas e experiências no campo da mídia, cultura e educação desenvolvidas naquele país) e NOTÍCIAS. Há também uma categoria com textos em inglês sobre mídia-educação no Brasil.
  • NAVEGUE

  • mais acessados

    • Nenhum
  • março 2008
    S T Q Q S S D
    « fev   abr »
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
    31  

PRIMEIRA AULA

Posted by alexandrabujokas em março 9, 2008

Na terça e quinta-feira (4 e 6 de março), vieram as duas turmas para a primeira aula. Na terça, fiquei sozinha, das 13h30 às 17h30, com 10 adolescentes cheios de energia e uma lista considerável de tarefas: criar um blog pessoal, com título e categorias padronizadas, fazer um auto-retrato e editar um webvídeo de apresentação, que será postado no YouTube e depois embutido no blog. Quatro aspectos chamaram a minha atenção:

– primeiro, que eles realmente aprendem a usar os recursos tecnológicos muito rápido – era mostrar uma vez, e a maioria já estava fazendo, alguns descobriam sozinhos o local das configurações que precisavam ajustar;

– segundo, que eles definitivamente não sabem escrever em português “normal” (era um tal de “pq”, “vc”, “td” e parece que, na língua deles, já aboliram letra maiúscula para escrever nome próprio…

– terceiro, que o uso que esse pessoal tem feito da internet é extremamente limitado: orkut, msn e vídeos bobos do YouTube, principalmente (é que eu deixei eles explorarem o computador livremente por um tempo, e fiquei observando – depois, fiz algumas perguntas sobre os sites que eles usavam). Talvez por causa do uso que eles praticam, vêem a web como um instrumento de diversão. Quando eu disse, por exemplo, que os webvídeos de apresentação de cada um seriam postados no Youtube para serem embutidos no blog, muitos rejeitaram a idéia – e disseram que iriam bloquear o acesso, porque não querem se ver no meio “daquilo”. Parece que vai dar trabalho mostrar o lado sério da produção de conteúdo…

– quarto, que o cansaço é desumano. Provavelmente seria impossível reproduzir a atividade desta semana numa sala com os 30, 40 alunos que os professores normalmente têm. Ainda vou observar melhor, mas estou chegando à conclusão que, para ensinar mídia-educação, é preciso ter, de antemão, plataformas digitais já formatadas e com o conteúdo apropriado para a atividade fim, seja ela a produção de um vídeo, de um álbum de fotos ou de registros de textos, por exemplo. Essas história de preparar o recurso tecnológico (que é a atividade meio) , para daí realizar a atividade fim (que é a tarefa de mídia-educação) junto com os alunos não seria praticável numa sala numerosa. Meu próximo passa, portanto, é pensar no design de plataformas educativas para ensinar sobre mídia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: